Instituto TIM

Instituto TIM

Entendemos a tecnologia como agente transformador

Transformação através da ciência e inovação

Você conhece o trabalho do Instituto TIM?

O Instituto TIM foi fundado em 2013 com a missão de democratizar a ciência, tecnologia e inovação para o desenvolvimento humano no Brasil. Para isso, o Instituto atua em quatro pilares: Ensino, Inclusão, Aplicações Tecnológicas e Trabalho.

Apoio às organizações sem fins lucrativos

O Instituto TIM apoia organizações como Instituto Ayrton Senna, Instituto Ronald McDonald, Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Casa de Passagem de Recife (PE) e Fundação Abrinq.
Com destaque para a Bateria do Instituto TIM, com educação musical para cerca de 45 crianças e adolescentes no Rio de Janeiro (RJ), incluindo pessoas com deficiência.

TIM Música nas escolas

O Programa TIM Música nas Escolas durou 9 anos como previsto e concluiu seu ciclo de vida em dezembro de 2011. Com o foco nos alunos da rede pública de ensino, incluiu a realização de oficinas musicais e a formação de seis orquestras brasileiras com jovens selecionados pela iniciativa. Foram mais de 20 mil alunos atendidos, em 13 cidades brasileiras.

No seu último ano de atividade, o projeto contou com uma intensa programação. No Rio de Janeiro (RJ), foram 23 shows em diversos locais e 14 workshops sobre educação musical para alunos da rede pública com idades entre 7 e 17 anos. Também aconteceram oficinas com mais de 3 mil alunos, em 8 escolas do estado.

Em parceria com a ONG Viva Rio, em 2011, o TIM Música nas Escolas levou um pouco de alegria à Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, depois do episódio de violência que comoveu o país. Foram realizadas várias oficinas de musicalização, envolvendo 19 turmas e 450 alunos.

Em Belo Horizonte (MG), o projeto realizou dez shows. Os alunos da orquestra gravaram o primeiro CD, com canções inspiradas no folclore regional. O show de lançamento ocorreu em março de 2012. Nas cidades de Belém (PA) e Porto Alegre (RS), os alunos lançaram seus discos em espetáculos realizados em 2011.

Embora o TIM Música nas Escolas tenha se encerrado, a TIM continua apoiando uma das iniciativas criadas no programa, formada por alunos surdos, a Bateria dos Jovens Surdos.

O projeto conta com 20 jovens surdos, com idades entre 9 e 19 anos, que estudam no Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), sob o comando do mestre de bateria Mangueirinha. O processo de aprendizado conta com uma metodologia específica, que atende às necessidades dos participantes, usando a repetição e a sensação corporal.
 

Região Serrana do RJ

Além de incentivar seus clientes a ajudar os desabrigados das enchentes da região serrana do Rio de Janeiro, a TIM também ofereceu ajuda às vítimas da tragédia.

A empresa comunicou ao vice-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando de Souza, um conjunto de iniciativas de apoio às vítimas da catástrofe nas cidades serranas do Rio de Janeiro. Os mais de 65 mil clientes de planos pré-pagos da TIM nas áreas afetadas receberam gratuitamente créditos de R$ 30 cada. Além disso, a operadora prorrogou, automaticamente, por 30 dias o vencimento das contas referentes aos meses de janeiro e fevereiro para os clientes de planos pós-pagos que moram na região atingida. Em ambos os casos, os clientes foram comunicados via mensagem de texto (SMS).

Para os clientes TIM que tiveram seus aparelhos danificados ou perdidos na catástrofe, a TIM distribuiu 1,5 mil telefones com chips pré-pagos, sem custo algum. A distribuição dos equipamentos foi realizada em Nova Friburgo e Teresópolis, com a coordenação da direção de operações de cada cidade.

Projeto Guri

O projeto foi realizado em São Paulo, em 2005. A TIM patrocinou a apresentação do coral e orquestra na Sala São Paulo com a participação do pianista Arthur Moreira Lima. O Guri teve como objetivo desenvolver as habilidades e potencialidades de crianças e adolescentes de áreas culturalmente carentes através da música.

Reciclo Asmare

A ASMARE - Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Material Reaproveitável de Belo Horizonte reúne mais de 300 associados com renda mensal entre dois e cinco salários mínimos. Eles são responsáveis pela reciclagem de cerca de 500 toneladas de resíduos que seriam depositados no aterro sanitário de Belo Horizonte. No Reciclo, espaço cultural inaugurado em 2000 com patrocínio da TIM, foram instaladas oficinas de arte e uma loja onde eram comercializados móveis, peças de decoração, acessórios, roupas e artigos de papelaria que tinham como matéria-prima o lixo reciclado. No local também funcionava um bar que gerava emprego para os associados da ASMARE.

Alfa 100

O Programa Alfa 100 teve o objetivo de diminuir o analfabetismo no Acre. A TIM iniciou o projeto em 2003 em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Humano e Inclusão Social do Estado e com a Secretaria de Educação. Mais de 60 mil jovens e adultos foram beneficiados por meio de uma linha de educação popular idealizada por Paulo Freire, um dos mais importantes e respeitados pedagogos brasileiros. As aulas foram ministradas em escolas do governo, comunidades indígenas, centros comunitários e espaços alternativos.

TIM ArtEducação

Coordenado e idealizado pela ONG Humanizarte, o programa contou, em 2012, com a participação de mais de 4.300 jovens, em 12 municípios de Minas Gerais.

A iniciativa estabeleceu parcerias com as prefeituras das cidades envolvidas e busca estimular o desenvolvimento da autoestima e a inclusão social de jovens por meio de oficinas de música, teatro, dança, contação de histórias, capoeira e outras formas de expressão artística, como a linguagem digital.

Júnior Achievement

A TIM investiu, de 2004 a 2011, em diversas atividades da Associação, que educa para o empreendedorismo jovens de áreas em situação de exclusão social. Em parceria com empresários e voluntários, a Junior Achievement oferece a experiência do mundo dos negócios aos estudantes participantes de seus programas. A ONG é a maior e mais antiga organização de educação prática em negócios, economia e empreendedorismo do mundo. Com apoio da TIM, 44.900 jovens já foram beneficiados contando com o trabalho de 2386 voluntários em 200 escolas públicas de Pernambuco.

Canarinho da Amazônia

De 2006 a 2011, a TIM apoiou o projeto Canarinhos da Amazônia que atua junto a crianças e adolescentes das mais variadas realidades sócio-econômicas, principalmente carentes, desenvolvendo um trabalho de educação musical e canto coral. 

O projeto é dirigido pela maestrina Miriam Blos. Centenas de crianças e adolescentes já passaram pelos Canarinhos da Amazônia atuando em concertos musicais, audições, viagens nacionais e internacionais, além de 4 trabalhos que resultaram nos álbuns Amigos para Sempre; Clássicos Brasil 500; Ao vivo no Teatro Amazonas e A Nova Geração, somos o Amanhã.

A TIM auxiliou com as despesas de desenvolvimento, implementação e expansão dos programas de inclusão social, eventos, intercâmbios culturais, produção de material didático, capacitação e viagens para divulgação da música brasileira.
 

PAO

O Programa TIM de Alimentação Orientada, desenvolvido nos anos de 2001 e 2002, em parceria com a ONG ELOS (Associação Mineira Educação Lazer Ofício Saúde) foi voltado para a população carente de Minas Gerais, onde foram identificados os piores índices de desenvolvimento humano e maiores diferenças sociais, o PAO combateu a fome e a desnutrição.

Brasil Ponto a Ponto

O Projeto Brasil Ponto a Ponto foi realizado com o propósito de redigir um dos Relatórios de Desenvolvimento Humano publicados pelas Nações Unidas, já que esses tratam de questões importantes, como educação, saúde, meio ambiente, etc.

Por meio deste projeto, você poderia escolher o assunto que seria tratado neste relatório. A TIM apoiou a iniciativa do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), que possibilitou a participação de todos na elaboração deste Relatório.

Escola vai ao Teatro

Inaugurado em 2005, o projeto levou alunos e professores do ensino fundamental de escolas municipais de Campinas, para assistir a espetáculos no Teatro TIM. O projeto foi concluído em 2008.

Pastoral da Criança

Em 2012, a TIM estabeleceu parceria com a Pastoral da Criança para utilizar o celular na transmissão de informações sobre a saúde de crianças e gestantes.

Transpondo as limitações de um processo manual, que levava até três meses entre a coleta e a publicação dos dados, a iniciativa possibilitou o desenvolvimento de uma ferramenta que permite que os voluntários transmitam, em tempo real, informações sobre a falta de antibióticos e vacinas para gestantes e crianças em Unidades Básicas de Saúde (UBS). Além de comunicar sobre o atendimento a esse público. Cerca de 600 voluntários da Pastoral da Criança já foram capacitados.

Ligações para o Japão

Diante da catástrofe nuclear, dos terromotos e da tsunami que aterrorizaram o Japão no início de 2011, a TIM ofereceu chamadas para o país a custo zero como forma de solidariedade aos brasileiros com parentes e amigos no país. 

Entre 20/03 e 31/03, todas as ligações DDI realizadas para o Japão com o código 41, originadas de telefones móveis pré e pós-pagos da TIM ou de qualquer fixo, foram gratuitas, independente da duração da chamada e cidades de destino.

Os brasileiros puderam usufruir do benefício sem precisar aderir a nenhuma oferta ou contratar plano de longa distância internacional.

Escola do Auditório

Implementado em 2005, a Escola do Auditório possibilitou às crianças e adolescentes da rede pública da Zona Sul de São Paulo, o aprofundamento musical em instrumentos que compõem uma Orquestra Brasileira. As aulas aconteceram em salas acusticamente tratadas, nas formas prática e teórica.

O projeto também proporcionou o contato dos alunos com as diferentes linguagens de atuação no universo da música, desde a cenotécnica até os bastidores da produção de um grande espetáculo.

Pastoral: Educação

A parceria da TIM com a Pastoral da Criança firmada entre os anos de 2004 e 2006 viabilizou a implantação de grupos de alfabetização de jovens e adultos, patrocinando ajuda de custo para monitores e supervisores, inseridos no Projeto de Educação de Jovens e Adultos da ONG. Os estados contemplados com essa parceria foram: PE, AL, PB, RN, CE e PI.

Ajuda Sem Fronteiras

A campanha desenvolvida teve como objetivo ajudar as vítimas dos tsunamis que atingiram milhões de pessoas na Ásia e na África nos anos de 2004 e 2005. Com a doação de R$ 1 milhão feita pela TIM, mais R$170mil de contribuições voluntárias de clientes e mais R$10mil em doações feitas pelos funcionários do Grupo TIM em todo o país, o dinheiro foi encaminhado em partes iguais, para a Organização das Nações Unidas (ONU) e para a Cruz Vermelha.

Comunidade Líder

O projeto foi realizado entre os anos de 2000 e 2003, na Bahia, Sergipe e Minas Gerais em conjunto com os respectivos governos e as prefeituras dos municípios atendidos. Idealizado e executado pela Damicos Consultoria, o curso ofereceu aos líderes comunitários ferramentas essenciais para tornar a entidade auto-sustentável, sendo capaz de enfrentar os desafios do terceiro setor. O TIM Comunidade Líder foi desenvolvido em módulos, com minicursos sobre Elaboração de Projetos, Regularização Jurídica de Entidades Sociais, Gestão Comunitária, Gestão de Pessoas, Contabilidade e Prestação de Contas, Informática e Internet, além de palestras com executivos da TIM.

Sou ligado

Com o objetivo de ajudar micro e pequenos empreendedores a desenvolverem seus negócios a partir de ações educativas de gestão e do uso da tecnologia, o projeto Sou ligado aconteceu entre os anos de 2005 e 2006.

Desenvolvido pela TIM, em parceria com a ONG Visão Mundial, o Sou Ligado! beneficiou em Pernambuco mais de 700 comerciantes, ambulantes e profissionais liberais. Além de terem recebido aulas de informática, aprenderam a utilizar o celular para desenvolver seu próprio negócio e, conseqüentemente, a economia da região.
 

Ciência sem fronteiras

A TIM aderiu ao programa do Governo Ciência Sem Fronteiras, que prevê a concessão de bolsas a estudantes de graduação e pós-graduação que pretendam se especializar em universidades e centros de excelência no exterior ligados à inovação. A Telecom Italia, que integra o projeto desde março de 2012, continuará a compartilhar a infraestrutura de seus centros de pesquisas e inovação presentes em Roma, Torino, Trento e Veneza.

Serão 75 mil bolsas financiadas pelo Governo e 25 mil bolsas pela iniciativa privada, ao longo de 4 anos, de forma que alunos façam estágio no exterior, sempre com a finalidade de manter contato com sistemas educacionais competitivos em relação à tecnologia e inovação. Os estudantes que optarem pela Itália como país destino para o programa Ciência Sem fronteiras terão oportunidade de estudar a língua Italiana, incentivo econômico da TIM que também será administrado pelo CAPES e CNPQ.

Victor Hugo Raposo, estagiário de Network da TIM, chegou na empresa pelo Ciência Sem Fronteiras. O estudante de engenharia de Telecomunicações se inscreveu no programa em 2012 e optou pela Itália, pois já tinha vontade de trabalhar na TIM quando voltasse da viagem.

“Acreditei que essa seria uma boa oportunidade para conhecer a cultura do país de origem da TIM, empresa que eu sonhava em estagiar. Seria a minha aposta quando retornasse ao Brasil. Eu acreditei e me empenhei para alcançar meu objetivo. Hoje, estou muito feliz trabalhando na TIM graças a oportunidade gerada pelo programa Ciência Sem Fronteiras”.

As inscrições do programa Ciência Sem Fronteiras para os alunos interessados em ir para a Itália em julho de 2014 ocorreram até o dia 29 de novembro de 2013.

Saiba mais sobre o Instituto TIM

Conhecer